Imprensa

Histórias e Lendas do Amazonas

Turismo

ANO NOVO, VIDA NOVA – (ESPECIAL)

Por Paulo Almeida Filho

11 de janeiro de 2023 às 14:25 Compartilhe

A véspera de Ano-Novo, também chamada de réveillon (em francês pronunciase [ʁevɛjɔ ]), termo da língua francesa que significa “reanimar”, “despertar”, virada de ano, ou passagem de ano refere-se ao dia 31 de dezembro, precedente ao Dia de Ano Novo nos países que seguem o calendário gregoriano.

Na França do século XVII, o termo réveillon designava festas da nobreza que duravam a noite toda. Essa palavra tem origem no termo réveiller, ou seja, “acordar”, “deixar de dormir”, que por sua vez vem do verbo latino velare, “fazer vigília”, de vigilare, “velar, cuidar, não dormir”. Na cultura francesa atual, réveillon é o nome da festa noturna no dia do ano-novo. como Réveillon de la Saint-Sylvestre, pois o dia 31 de dezembro é o dia de São Silvestre. Na cultura ocidental, faz-se uma ceia no dia da véspera para se aguardar o ano que chega e, à meia-noite da passagem de 31 de dezembro para 1 de janeiro, faz-se uma queima de fogos de artifício. Segundo o folclore português, esta celebração está ligada a uma lenda popular que deu o nome de Noite de São Silvestre a esta noite.

Kiritimati (ou ilha Christmas), pertencente a Kiribati, e os países Samoa e Tonga são os primeiros a comemorarem a chegada do ano-novo devido ao fuso horário de 14 horas à frente da hora universal, enquanto que Samoa Americana é considerado o último local habitado a despedir-se do ano anterior, pois se encontra onze horas atrasado em relação à hora universal.

 

No Brasil e em Portugal, o termo se popularizou para se referir à festa de ano-novo. A passagem do ano-novo é, hoje, celebrada por todo o mundo. Normalmente, envolve queima de fogos de artifício em festas públicas, reuniões familiares ou com amigos, jantares ou ceias festivas e diferentes tipos de promessas, simpatias e costumes, como: comer grãos, sementes de romã, verdura, carne de porco, peixe, macarrão ou uva; usar lingerie de uma determinada cor; beber vinho espumante ou sidra, etc.

Nas praias do Brasil, pessoas costumam celebrar a chegada do ano-novo trajado de branco e fazendo oferendas a Iemanjá.

 

Réveillon Rio de Janeiro

Corrida de São Silvestre

 

Réveillon São Paulo

Réveillon Fortaleza

Réveillon Manaus

Réveillon Recife

Réveillon Salvador

Réveillon Belo Horizonte

 

Réveillon Porto Alegre

Réveillon Belém

Réveillon Macapá

Réveillon Boa Vista

Réveillon Rio Branco

Réveillon São Luis

Réveillon Porto Velho

Réveillon Teresina

Réveillon Natal

Réveillon João Pessoa

Réveillon Maceió

Réveillon Aracajú

Réveillon Vitória

Réveillon Curitiba

Réveillon Florianópolis

Réveillon Cuiabá

Réveillon Campo Grande

Réveillon Goiânia

Réveillon Palmas

Réveillon Distrito Federal – Brasília

 

Espero que tenham gostado.
Paulo Almeida Filho

FONTE e FOTOS: GOOGLE E Wikipédia

Buscar

Compartilhe

ANO NOVO, VIDA NOVA – (ESPECIAL)

Guia de Associados