Imprensa

Notícias

Comércio

Vagas temporárias: oportunidades para o final de ano

Estima-se que de 30% a 40% do quadro de vendas será ampliado, a partir da segunda quinzena de novembro até final de dezembro.

10 de novembro de 2022 às 15:10 Compartilhe
final de ano

Imagem: Reprodução

O final do ano chegou e com ele surgem as vagas temporárias de fim de ano. Segundo o vice-presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Paulo Couto, o comércio está bastante estimulado para as contratações de final do ano, especialmente no quadro de vendedores. Estima-se que de 30% a 40% do quadro de vendas será ampliado, a partir da segunda quinzena de novembro até final de dezembro.

Normalmente, essa seleção é feita através da capitação de currículos nas redes sociais, por indicações dos próprios colegas que estão na empresa e, por vezes, aqueles que trabalharam nessa condição de temporário, no final do ano passado, a empresa chama para esse ano novamente, disse o vice-presidente.

De acordo com o levantamento, a estimativa dos números de contratações temporárias que se transformam em efetivas deve registrar o mesmo número do ano passado, ou seja, 50%.

Podem alguns permanecerem contratados, por conta que, às vezes, a empresa precisa suprir algumas deficiências ou fazer alguma substituição pelo time novo que entrou, destacou Paulo Couto.

Com o fim do ano batendo à porta, os consumidores já movimentam o centro da cidade na procura pelos presentes. Os lojistas mantêm o otimismo e devem reforçar a equipe para dar conta da demanda.  Em entrevista para o Jornal do Commércio, o lojista Everton Magalhães, diz que o movimento no comércio começou mais cedo. No fim de setembro já tinha clientes procurando por itens natalinos. E destacou que outro motivo que tem impulsionado o setor é a Black Friday, pois muitos comércios estão adiantando as promoções.

Após dois anos difíceis para vários segmentos, especialmente para o varejo, o cenário parece ganhar fôlego. Ano passado, por exemplo, as contratações temporárias que geralmente acontecem no mês de outubro praticamente ocorreram em dezembro. Este ano, várias pesquisas apontam índices favoráveis com aquecimento no volume de vendas do comércio varejista. Em relação aos primeiros dez meses de 2021 a 2022, está com uma variação de 10 a 12% a mais.

 

Shoppings apresentam contratações

A oferta de vagas temporárias para suprir a demanda de fim do ano já deu a largada em vários shoppings do país. A expectativa é que a modalidade amplie o número de vagas em vários segmentos, principalmente nas lojas âncoras. Dados da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), revelam que as datas sazonais como Copa do Mundo, Black Friday e Natal devem absorver esse tipo de mão de obra gerando pelo menos 90 mil oportunidades.

O número é superior ao do ano passado, quando 80 mil vagas foram abertas no último trimestre do ano. “Os empresários já começam a contratar, portanto, essa será uma ótima oportunidade para os cidadãos que estão buscando uma oportunidade. E ainda vale lembrar que a taxa de efetivação dos temporários após o Natal deve ser representativa”, comenta Luis Augusto Ildefonso diretor institucional da Alshop.

 

Projeções 

A Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário) prevê que o país encerre o ano com 680 mil contratações temporárias. Segundo a Associação, a indústria e o comércio devem impulsionar a geração de novos postos de trabalho (55%) e (15%) respectivamente, tendo também um incremento, principalmente, para atender às demandas do período de fim de ano.

De acordo com a associação, após uma pequena retração de 4,6% no primeiro semestre de 2022, em comparação com o mesmo período do ano anterior, o segundo semestre vem surpreendendo positivamente em relação às contratações temporárias.

O quantitativo em relação às oportunidades, neste 4º e último trimestre (outubro, novembro e dezembro), tradicionalmente são puxadas, principalmente, pelas datas sazonais como Black Friday, Natal e Ano Novo.

O presidente da entidade, Marcos de Abreu, frisou que o segundo semestre está respondendo acima das expectativas. “Com destaque para o movimento acelerado do turismo, tanto de lazer quanto de negócios”, afirmou.

Ganhando espaço

A região Norte apresentou uma alta na demanda de contratações temporárias e isso ocorreu exatamente em razão da pandemia. Houve um contingenciamento de oportunidades em vários setores. A necessidade de substituir os colaboradores afastados por estarem no grupo de risco, os desligados e o reforço das equipes de funcionários forçaram as empresas a buscarem uma alternativa rápida para a contratação de profissionais qualificados para uma necessidade pontual. “E é aí que a modalidade ganhou ainda mais força ao se encaixar ao momento oportuno pela sua praticidade, rapidez, flexibilidade e segurança jurídica e econômica”, informou a diretora regional da Asserttem, Cilene Herbster.

Como funciona o contrato de trabalho temporário?

O trabalho temporário é aquele que tem data de início e término do contrato. Seu período de validade não pode ultrapassar 180 dias – sejam eles consecutivos ou não, mas ele não pode ser prorrogado por mais de 90 dias.

O profissional contratado dessa forma tem os seguintes direitos:

Por: Luana Lopes
Edição e Supervisão: Paulo Couto

Buscar

Compartilhe

Vagas temporárias: oportunidades para o final de ano

Guia de Associados